domingo, 1 de maio de 2011



Aquela chuva que cai,
Cai sobre minha mente,mas não me molha,
Ela simplesmente cai la fora,
Ela que adora vir quando mais preciso,
Ela e meu diário,meu blog,meus amigos,Deus,
Tem sido minha única opção de escolha,
A chuva que quando cai,me atormenta,
Me tortura,
Porque me ela me traz a vontade da fuga,
De uma vida com amores,
Uma vida digamos um tanto,
Revista Capricho de ser.
A aquele vazio que aparece novamente,
Ele que faz com que eu tenha uma saudades,
Que faz com que minha mente entre em loucura,
Tentando descobrir uma saída.

Um comentário:

  1. Parece tão difícil achar uma saída ):
    amo seus textos Giu *-*

    ResponderExcluir